Brasileiro Nunca Investiu tanto no Exterior


O dinheiro dos brasileiros está migrando cada vez mais para o exterior. Antes, o investimento além das fronteiras se resumia a compras de moeda, de ações listadas fora do país ou de uma casa em Miami, mas esse portfólio se sofisticou.


Entre os fatores que pesam nesse movimento estão a trajetória de queda dos juros (interrompida neste ano) e a recente instabilidade política.


Segundo o Banco Central, o total de investimentos financeiros fora do país somou US$ 61,6 bilhões de janeiro a agosto, alta de 44% em relação ao fim de 2020. Nem o dólar valorizado esfriou essa procura por segurança.


“Investir no exterior deixou, há muito tempo, de ser uma proteção cambial. É uma diversificação”, diz o responsável pela área de gestão de fortunas do BTG Pactual, Rogério Pessoa. Segundo ele, apesar de o mercado brasileiro estar a cada dia mais sofisticado, os EUA oferecem um leque de produtos muito maior.


Hoje, o banco recomenda aos clientes muito ricos - com mais de R$ 10 milhões para investir - uma alocação de 30% no exterior. A média para esse público, atualmente, está entre 15% e 20%.


Fonte: Exame

Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square